TEUS CAMINHOS


Pétalas caem das flores

Inertes, imóveis pelo caminho


Nele estão as marcas de teus passos

Sabes que fico embevecido em teus desenhos


No teu rastro gostaria de adivinhar nosso futuro

Mas tu andas tão altiva


Teus olhos são tão belos!

E teu olhar fita o infinito

E sou como cinza sob teus olhos


Mas desejo ser todas as cores

Para sozinho colorir teu mundo


E sou apenas o caminho por onde passas...


Mas se eu fosse o vento desalinharia teus cabelos

Com eles faria mil arabescos, e nas altura te levaria

A voar num sonho pelas estrelas


Não conheço teu sonho, nem sei se voas

talvez só queiras ser andarilho


Pois eu sei que quando acordas

Põe teus pés sobre mim


Eu quero ser a estrada em que andas

Não obstante suplico que não pises o meu amor


Pois pisarias tu! Um amor que enfeita

de pétalas teus caminhos?

1 comentário

Postagens mais visitadas