É O AMOR

Todas as dores do mundo...
Não traduzem a angustia
De um coração partido


Descobrir o que é felicidade
Palavra que só toma sentido pleno
Quando pulsa num coração
Cheio de sentimentos


Divagar, querer por perto e desejar
O amor tem tantos adjetivos
tantas nuances
É como explosão de mil cores


Pulsa com o escarlate da paixão
O doce azul das ondas
O cheiro da natureza em silencio
Que como a repousar, não ousa
Perturbar tua paz...


Depois te deslumbra, te deixa a flutuar
As vezes também te enche de pesar
Pois nunca sabes aonde esse sonho
te leva


Amor que enche teu colo, tua vida de prazer
Inflama docemente teu peito, te desperta a alma
Para coisas grandes e belas
Doce amor... que ventura


É o amor 


J. Sollo
1 comentário

Postagens mais visitadas